quarta-feira, 22 de abril de 2009

Deixe um novo amor entrar na sua vida...

O coração é identificado como o centro das emoções e quando passamos por uma separação, ele reage a esse impulso, chegando a adoecer. As doenças coronárias são as que mais matam os brasileiros e o que está causando surpresa é o crescimento da "síndrome do coração partido" (Acinesia Apical Transitória). Uma emoção extremamente forte leva o músculo cardíaco a aumentar tanto seus batimentos, que ele pode realmente partir-se, especialmente se a pessoa sofreu uma decepção amorosa. Os primeiros casos apareceram na década de 90 no Japão (originalmente, a doença foi chamada de síndrome de Takotsubo ou síndrome da armadilha do polvo).

O coração partido ocorre porque o cérebro libera várias substâncias químicas que provocam alterações fisiológicas. Uma das substâncias é a dopamina, que estimula o ser humano a trabalhar mais, para sentir-se motivado e concentrado, enquanto que a ausência pode deixar a pessoa depressiva. O outro hormônio é a noradrenalina que depois de um forte estresse emocional, atua na inervação da ponta do coração, impedindo a contração.

As mulheres são as maiores vítimas: 80% dos casos da síndrome do coração partido atingem o sexo feminino. Portanto, use este momento de crise e crie! Cor, em latim, faz derivações de coragem e cordial, por exemplo. A coragem é algo que explica bem usar positivamente uma experiência negativa, como um rompimento. A astrologia explica que em uma separação dolorosa a força de Plutão está atuando, na angelologia, o gênio contrário ou as forças contrárias estariam se rebelando; no candomblé, o orixá exu estaria presente para iniciar um novo ciclo na sua vida e na umbanda, a manifestação de entidades de esquerda prontas para limparem seu caminho.

Quando algo está "partido" significa que a pessoa está sem direção; mas isto pode ser a grande oportunidade para escolher uma nova maneira de viver e renascer. Se um dos parceiros decide por outro caminho, é melhor que vá. Aproveite agora para obter novas experiências que acrescentarão no seu processo de maturidade. Se um dos parceiros tem um atraso na evolução espiritual, você deve ter passado por momentos muito difíceis com nenhum progresso financeiro, por exemplo; portanto, é natural que ocorra a separação.

Claro que tudo isto não é fácil. É preciso muita coragem e disposição para colocar um ponto final em uma relação. Cabe aos demais respeitar sua decisão; muita coisa acontece além desta realidade material. Mesmo no plano espiritual, ocorre a necessidade de um afastamento.

Muitos resumem uma separação somente sob a óptica do plano físico, limitando seus horizontes aquilo que podem ver com seus olhos. A perspectiva de quem assim pensa está muito além do potencial que o ser humano pode desenvolver até atingir uma compreensão muito mais completa.

O coração é um mistério e o amor algo muito profundo. Cada um tem sua própria jornada, mas pense bem se vale à pena continuar vivendo no sofrimento.

Quando uma relação termina, significa que os carmas também terminaram. Mesmo parecendo conflituoso, este tipo de relacionamento foi satisfatório para alma, pois acrescentou emoções e amadurecimento. Por isso, não fique triste caso o seu relacionamento com alguém terminou e você não entendeu o motivo. Não houve "fracasso"; algo foi cumprido e resgatado.

Continue com a esperança de que uma nova oportunidade maravilhosa ocorrerá. Não tenha medo de conhecer novas pessoas e entenda que existe algo muito mais forte no plano espiritual que deseja entrelaçar-se com seu carma para moldar sua vida em um novo acontecimento. Conhecedor deste princípio, você se tornará dono do seu próprio destino.

Monica Buonfiglio/ Especial para o Terra

3 comentários:

Consuelo Vermelho disse...

Que texto lindooooo...
Adorei...
Torço muito por você...
Te adoro..
Con.

karenn disse...

aaai, que tudo !
muito mara esse texto !
e o blog tá ótimo, viu ...
PARABÉNS !

Laura Izola disse...

Lindo.... e real!!!
super beijo!!!